Gestão orçamental e a sua importância

0
Partilhar

A Gestão Orçamental consiste numa planificação sistemática das actividades a desenvolver, pela fixação de objectivos a atingir e pela verificação/controlo da medida em que as realizações correspondem aos objectivos previamente fixados.

Tempo de leitura aproximado: 3 minutos

O controlo orçamental é uma componente de extrema importância do processo de gestão orçamental das organizações e/ou de projectos. Não se pode planear e executar o orçamento sem a sua monitorização – ou controlo – Pode dizer-nos que o nosso método de trabalho seja limitado e sem dúvida, ineficiente. A monitorização/controlo orçamental é um processo indispensável no seu processo orçamental e claro, na definição eficaz e eficiente das nossas ferramentas de gestão.

Gestão Orçamental

A Gestão Orçamental consiste numa planificação sistemática das actividades a desenvolver, pela fixação de objectivos a atingir e pela verificação da medida em que as realizações correspondem aos objectivos previamente fixados funcionando como um manual ou guia processual para a organização.

Fases de Gestão Orçamental

1º – Elaboração dos Orçamentos;

2º – Medição e registo da actividade real e comparação com os orçamentos;

3º – Análise das causas dos desvios apurados e tomada de decisões correctivas;

Passos para a Implementação da Gestão Orçamental:

• Definição do âmbito e objectivos de cada centro de responsabilidade;
Leia-se, departamento, gabinete, etc.

• Distinguir entre Custos Controláveis e Custos não Controláveis;

Se um departamento tem autoridade e responsabilidade por determinados custos, esses custos são chamados de Custos Controláveis. Os Custos Não Controláveis ​​ são os custos que um departamento não tem autoridade e não pode mudar.

Como a autoridade e a responsabilidade caminham sempre lado a lado, só podemos responsabilizar indivíduos ou departamentos numa organização por aquilo que podem controlar.

Vantagens da Gestão Orçamental:

Criar hábitos de gestão de prioridades, previsão e cumprimento dos prazos estabelecidos;

Fomentar o espírito de grupo, estimulando ideias, como consequência da necessidade de coordenação entre os diversos departamentos da empresa ou diferentes áreas do projecto;

Contribuir para a definição concreta das responsabilidades, para a descentralização das mesmas e para a tomada de consciência pelos responsáveis das consequências das acções por eles empreendidas.

Contribuir para a elaboração do Orçamento Anual;

Objectivos da Orçamentação

  1. Coordenação das actividades;
  2. Quantificação dos objetivos fixados para as diferentes departamentos operacionais;
  3. Motivação dos responsáveis em relação aos planos pré-definidos;
  4. Controlo do grau de consecução dos objectivos e dos planos pré-estabelecidos;

Orçamento de Vendas

Constitui um plano para um determinado período sendo que a sua principal função é determinar o nível de actividades futuras.

Orçamento de Compras

Permite determinar a quantidade de dinheiro e bens necessários para atingir os objectivos estipulados. É um tipo de orçamento específico usado para controlar o volume de despesas e o orçamento gasto em compras;

Orçamento de Stocks

Permite ter reflexos imediatos nos resultados comerciais e financeiros da empresa;

Objectivo da Gestão de Stocks

Quando encomendar;
Quanto encomendar;
Quantidade mínima de segurança que se deve manter por cada artigo para assegurar o nível de serviço adequado;

Assim, a gestão orçamental é essencial, como disse anteriormente, para que a organização, departamento ou projecto consiga controlar investimentos ou despesas, de forma, a potenciar soluções e resolver antecipadamente os problemas que vão surgindo. É uma metodologia que nos permite ter uma visão muito mais alargada sobre toda a estrutura e fazer com que os altos, sejam sempre mais duradouros que os baixos.

É importante ter em conta que um Orçamento é apenas uma previsão. Decisões políticas, a desvalorização da moeda, as alterações fiscais ou as alterações climáticas podem contribuir, entre outros factores, para que as previsões não se concretizem. Contudo, se não existir Orçamento e a sua consequente monitorização não existirá um termo de comparação ou um controlo para o futuro.

Artigos Relacionados