Matosinhos está situada à beira mar, nas margens esquerda e direita do Rio Leça e mesmo perto do centro do Porto. É servida pelo aeroporto Francisco Sá Carneiro, pelo Porto de Leixões e pelas linhas do Metro do Porto e munida de ementas deliciosas, monumentos históricos e praias fantásticas.

Já no século XI existia uma modesta povoação designada por “Matesinus”. Em 1514 foi-lhe concedido foral por D.Manuel I, o “Venturoso”, e foi elevada à categoria de Vila por deliberação de D.Maria I em 1583 e a cidade em 28 de Junho de 1984. Terra de Horizonte e Mar, de Álvaro Siza Vieira, de Florbela Espanca, de Álvaro Lapa, de António de Sousa Franco, de Malangatana, de Álvaro Martins e de tantos outros arquitectos, poetas, políticos, apaixonados, amantes, designers. De marinheiros de água doce e de água salgada.

Matosinhos: o que fazer de dia?

1. Praias

Matosinhos é um concelho virado para o Oceano Atlântico com 12 praias com Galardão Bandeira Azul com uma temperatura média da água no Verão de 19ºC. É por isso, um ótimo local para ir a banhos. Pode-se alugar toldos, espreguiçadeiras, jogar vólei, basquetebol, futebol de praia, praticar desportos aquáticos, como o surf e windsurf, e correr ou caminhar no seu extenso areal.

Matosinhos - Praias de Matosinhos

2. Igreja do Senhor Bom Jesus de Matosinhos

A Universidade de Coimbra, a quem D.João III tinha concedido o padroado de Matosinhos, iniciou em 1542 a construção da igreja contratando inicialmente, João de Ruão, e posteriormente completada por Tomé Velho. Devido à crescente importância ao Senhor de Bouças, particularmente entre aqueles que provinham do Brasil, faz com que exista a necessidade da ampliação da igreja, que ficou a cargo do arquitecto italiano Nicolau Nasoni, o mesmo arquitecto da Torre dos Clérigos, e que lhe deu a configuração atual.

É uma estrutura dividida em três naves onde se destaca o imponente altar-mor de talha dourada, que integra na parte central um nicho com a imagem de Cristo crucificado, atribuída ao século XII.

Matosinhos - Igreja do Senhor Bom Jesus de Matosinhos

3. Mosteiro de Leça do Balio

Primeira casa-mãe em território português da ordem militar-religiosa dos Cavaleiros Hospitalários e, em conjunto com a igreja, constitui uma das primeiras construções góticas do país de grande qualidade e monumentalidade. Devido à sua localização geográfica privilegiada o Mosteiro de Leça está ligado a alguns dos momentos mais significativos da História de Portugal. Por aqui passaram Reis e Rainhas, como Afonso Henriques e Sancho I. Aqui se albergou a rainha Santa Mafalda assim como o Condestável Nuno Álvares Pereira. Neste local se celebrou ainda o casamento entre o rei Fernando I e Leonor Teles que aqui se celebrou em 1372. Desempenhou ainda um importante papel na assistência aos peregrinos que demandavam o túmulo do apóstolo Santiago em Compostela.

Matosinhos - Mosteiro de Leça do Balio

4. Obelisco da Praia da Memória

Uma esquadra comandada por D. Pedro IV com mais de 7000 homens a bordo, parte dos Açores, e desembarca na praia junto a Arnosa do Pampelido, entre as freguesias de Perafita e de Lavra, a 8 de Julho de 1832. A escolha deste local apanhou de surpresa o exército absolutista uma vez que esperando um ataque a Lisboa a defesa do Norte tinha sido desguarnecida. Após o desembarque o “Exército Libertador” seguiu para o Porto onde entrou pacificamente a 9 de julho e onde resistiu heroicamente durante um ano no “Cerco do Porto”. Este desembarque iria alterar decisivamente o curso da história de Portugal e marcar o início do fim do absolutismo em Portugal instaurando um regime moderno e liberal.

Matosinhos - Praia da Memória - Obelisco

5. Museu da Quinta de Santiago

O museu da Quinta de Santiago, inserido num edifício histórico, concluído presumivelmente em 1896, foi construído para residência da família Santiago de Carvalho e Sousa, com projeto do arquiteto italiano Nicola Bigaglia, é testemunha privilegiada das profundas transformações urbanísticas e sociais ocorridas na cidade de Matosinhos-Leça nos finais do séc. XIX e ao longo do séc. XX.

Composto por 2 pisos musealizados: o primeiro piso dedicado à história local e social, é um exemplo das vivências de finais de séc. XIX e princípios do séc. XX, e o segundo piso alberga exposições de longa duração, com exibição de obras do acervo de Arte da autarquia, do qual destacamos obras de António Carneiro, Agostinho Salgado, Augusto Gomes Aurélia de Souza e Joaquim Lopes.

Matosinhos - Quinta de Santiago

6. Lais de Guia

O Lais de Guia Bar nasceu em 1996, em plena praia de Matosinhos e o nome que lhe deu origem vem de um dos nós mais usados na faina marítima, nomeadamente para atracar os barcos que chegam ao porto de abrigo, assim como para arremessar e salvar os náufragos. Apreciar o Sol nas espreguiçadeiras, enquanto se bebe uma bebida refrescante, se lê um livro, ou se deslumbra com a magia de um pôr-do-sol, são programas mais do que tentadores para qualquer fim de tarde.

Matosinhos - Lais de Guia

Matosinhos: o que fazer de noite?

1. Visitar a Anémona

Da autoria de Janet Echelman, a estrutura em rede, com cerca de 50 m de altura, denominada “She Changes”, é uma homenagem à comunidade piscatória de Matosinhos. O seu esplendor permite-lhe ser encarada como um dos mais emblemáticos cartões-de-visita do Concelho de Matosinhos, bem como obra referência não só ao nível nacional, mas também internacional.

A Sculpture Magazine considerou-a “one of the truly significant public artworks in recent years”. Em 2004, a também denominada Anémona, passou a símbolo de Matosinhos reconhecido mundialmente.

Matosinhos - Anémona

2. Visitar o Terminal de Cruzeiros

O novo terminal fica a 800 metros da linha de costa, foi pensado para receber os maiores navios de cruzeiro da atualidade e sinceramente, tem a melhor perspectiva sobre a cidade. Se tiver sorte, pode ver um pôr-do-sol fantástico.

Matosinhos - Terminal de Cruzeiros

3. Peça de Teatro no Constantino Nery

Inaugurado a 10 de junho de 1906, o Cine-Teatro Constantino Nery foi, em Matosinhos, durante vários anos, o ponto de encontro da comunidade matosinhense. Décadas mais tarde, pelos anos 80, o espaço cultural entrou em decadência ficando praticamente em ruínas. Consciente da importância deste espaço na memória e na herança cultural do concelho de Matosinhos, a Câmara adquiriu, em 2001, este equipamento iniciando-se, então, o processo de recuperação com a abertura de concurso público internacional para a escolha do projeto. Hoje, voltou a ser uma referência cultural em Matosinhos.

Matosinhos - Constantino Nery

4. Festa do Senhor de Matosinhos

Senhor de Matosinhos: A maior festa popular de Matosinhos e uma das maiores romarias do país. Entre Maio e Junho, todos os caminhos vão dar ao centro da cidade de Matosinhos. Uma festa incrível e rica em conteúdos, artesanato, exposições, lançamento de livros, concertos, conferências, teatro, encontro com escritores, festivais de folclore e de tunas académicas, noites de fado, visitas pedestres pelo património e muito mais.
Festa que é festa inclui as farturas, os churros, os doces conventuais, o pão com chouriço e as bifanas, os balões, o fogo-de-artifício e o fogo dos bonecos!

Matosinhos - Senhor de Matosinhos

5. Mary Spot Bar

Decoração vintage alusiva aos amantes de clássicos com um ambiente descontraído, com boa música e boas bebidas para começar ou terminar a noite. Mesmo no coração de Matosinhos e perto da linha do metro.

Matosinhos - Mary Spot Bar

Matosinhos: o que comer?

1. Marisqueira de Matosinhos

Mesas muito cuidadas e um serviço impecável são complemento essencial para uma boa refeição, que se baseia no peixe e no marisco sempre frescos, e numa excelente relação preço-qualidade. O marisco de viveiros próprios e o peixe de fornecimento diário, em confecção onde prima a simplicidade, são garantia duma refeição tranquila, apreciando o que é bom. Para além duma completa lista de vinhos, a cerveja a copo é uma tradição da casa. A escolha acertada para celebrar qualquer ocasião especial.

Matosinhos - Marisqueira de Matosinhos

2. Tito II

Simpatia com os melhores sabores do mar a saírem da cozinha. Sitio em que a relação preço e das melhores que há em Matosinhos. O peixe maravilhoso assado na hora regado por um delicioso vinho branco pra acompanhar. Vale cada cêntimo pago.

Matosinhos - Tito II

3. Bo457

Tem fumeiro de Vinhais, pão de Gimonde, postas e costeletões para gente com estômago de ferro. Para lá da carne, há azeite de Valpaços e compotas de Carrazeda de Ansiães. O encontro gastronómico com Matosinhos faz-se, por exemplo, na francesinha, o prato tipicamente portuense que aqui é servido em duas versões: a clássica e a transmontana, ou à moda do Bô — com pão bijou, um bife mais alto do que o habitual, presunto no lugar do fiambre e uma cobertura de queijo de ovelha de Vila Flor. Delicioso!

Bo457 - Matosinhos

4. Santo Burga

O Santo Burga é a 1ª Hamburgueria de Leça da Palmeira e abriu em 2015.
A sua localização não poderia ser melhor: Em frente ao Oceano Atlântico, no meio da Marginal de Leça da Palmeira e perto da Piscina das Marés do incrível Siza Vieira pode desfrutar do seu hambúrguer gourmet com a melhor vista e ambiente possível.

Quanto à carta, os hambúrgueres foram todos idealizados pelo criador do Santo Burga, João Costa, e a aposta foi na diferença e na junção de ingredientes frescos. Têm à sua disposição as combinações clássicas de hambúrgueres, mas também exploram a novidade, com conjugações diferentes do habitual. O pão utilizado confere aos hambúrgueres uma consistência maior, permitindo que este nunca se desfaça e se mantenha até ao final da sua refeição. Pode comer com talhares ou à mão. O acompanhamento estaladiço regado a especiarias contribui para uma experiência gastronómica irreconhecível.

Hambuergueria 01 - Matosinhos

5. Mamma Bella

Este é dos restaurantes que só chegamos a conhecer quando indicado por alguém. E não devem perder porque vale mesmo a pena provar aqueles deliciosos pratos. Chama-se Mamma Bella e fica em Leça da Palmeira num sítio mesmo difícil de identificar. Bastantes quadros, bastante alegria, bom ambiente, comida italiana deliciosa e um dono, genuinamente, italiano e bastante brincalhão.

Mamma Bella - Matosinhos

6. Da Terra

Um restaurante que apresenta uma grande variedade de propostas com sabores surpreendentes e apetitosos,sobremesas altamente viciantes e, o melhor de tudo, uma alimentação saudável! De destacar a qualidade dos ingredientes utilizados, preferencialmente Biológicos.

Matosinhos - Daterra

7. Leitaria da Quinta do Paço Matosinhos

Sabor único de um chantilly que “não se faz em mais lado nenhum”. Ir à Leitaria e não comer um dos afamados éclairs quase que se equipara a “ir a Roma e não ver o Papa”. Simplesmente divinal. O sítio ideal para um inicio, meio ou fim de dia. Procure uma razão, qualquer uma serve, para ir lá comer um delicioso éclair.

Leitaria da Quinta do Paço - Matosinhos

Matosinhos: onde dormir?

1. Hotel Amadeos

O Hotel Amadeos está situado em Matosinhos, a 2 km do Centro de Convenções Exponor e a uma caminhada de 12 minutos da praia. Disponibiliza quartos climatizados, com acesso Wi-Fi gratuito.

Hotel Amadeos - Matosinhos

2. Matosinhos Surf Guest House

O Matosinhos Surf Guest House está localizado a 100 metros da Praia de Matosinhos. A casa está equipada para até 6 pessoas, com todas as comodidades necessárias. O Matosinhos Surf Guest House tem ar condicionado e acesso Wi-Fi em todas as áreas. Os hóspedes do Matosinhos Surf Guest House podem preparar as suas próprias refeições na cozinha, há vários supermercados perto. Há vários restaurantes nas proximidades, mais especializados em peixe, marisco e cozinha tradicional portuguesa.

Matosinhos Surf Guest House - Matosinhos

3. Hotel Porto Mar

O Hotel Porto Mar, situado no coração da cidade de Matosinhos, junto à praia e à área de restaurantes. A 10 minutos de carro do Aeroporto Sá Carneiro, perto das praias e da escola de surf. A paragem de Metro Brito Capelo está apenas a 100 metros de distância, com ligações ao centro da cidade. O aluguer de bicicletas no local permite alcançar o popular Leça Marina e uma série de praias do Oceano Atlântico. Outras comodidades incluem uma pista de bowling e um snack-bar com bebidas e refrescos.

Hotel Porto Mar - Matosinhos

4. Orbitur Angeiras

O parque de Angeiras em frente a uma bela praia nortenha onde se encontra uma pequena comunidade piscatória. É um parque muito frequentado pelos portuenses durante os fins-de-semana e férias. O parque, de vasto arvoredo, possui alojamentos totalmente equipados, mini-mercado de apoio, restaurante e bar, ambos com lareira e uma bela esplanada frente à piscina, que é gratuita para os utentes campistas.

Orbitur Angeiras - Matosinhos

5. Hotel Moov

Situado numa zona muito próxima da estação de metro com ligação direta ao centro do Porto, do aeroporto Francisco Sá Carneiro, das praias de Matosinhos e de toda a área comercial e industrial. Uma estadia prática e acolhedora, seja para uma visita de fim-de-semana, férias ou uma viagem de trabalho.

Hotel Moov - Matosinhos